Inaugurado memorial em homenagem às vítimas da Gol

Fonte: G1 29/05/07

 

Inaugurado memorial em homenagem às vítimas da Gol

Foram plantadas 154 mudas de Ipê . 

A homenagem marca os oito meses da tragédia. 

Do G1, em Brasília 

No Jardim Botânico de Brasília, parentes e amigos das vítimas do acidente do vôo da Gol, que se chocou com o jatinho Legacy, em setembro de 2006, matando 154 pessoas, reuniram-se na tarde desta terça-feira (29) para inaugurar o Memorial das Vítimas do Vôo 1907. 

Oito meses após a tragédia, representantes do Governo organizaram a homenagem que marcou o fim do processo de identificação e restituição dos pertences das vítimas, comandado pelo Ministério Público. Foram plantadas 154 mudas da árvore Ipê. Cada um tem a placa com os nomes das vítimas. 

Pétalas e cinzas 

No local escolhido para a homenagem, por volta das 17h, horário da tragédia, um helicóptero do Corpo de Bombeiros despejou pétalas de rosas no local. As famílias receberam um envelope com cinzas – resíduos que não puderam ser identificados e, simbolicamente, as jogaram nas mudas de Ipê. 

A última árvore foi plantada pelo governador do Distrito Federal, José Roberto Arruda. Visivelmente emocionado, ele também descerrou a placa onde estão registrados os nomes de todas as vítimas. A placa de aço escovado possui 1,70m de altura e 69 cm de largura. 

Familiares 

Neuza Machado, mulher de Valdomiro Henrique que morreu no acidente, jogou as cinzas na pequena árvore que foi plantada pelo governador. “Hoje marca o fim dos trabalhos do Ministério Público, mas ainda temos muita luta ainda. Esperamos que seja feita justiça e que os culpados sejam punidos”, falou Neuza. 

A tia da última vítima do acidente a ser identificada, Deusina Lopes da Cruz, falou que foi muito difícil para a família aceitar a perda de Marcelo Lopes Paixão. Para ela, a iniciativa do memorial no Jardim Botânico é importante para as famílias. “A árvore tem um sentido importante, representa a vida, a procriação, a esperança.”